TEKNÉ

TEKNÉ

TEKNÉ é uma criação teatral na qual a procura do espetáculo reside na sua montagem e preparação técnica. Tendo como ponto de partida o imaginário de ‘O Fazedor de Teatro’ de Thomas Bernhard, o espetáculo constitui-se como um dispositivo que propõe o descarnar da experiência do fazer teatral, onde a preparação dos elementos cénicos – luz, objetos, texto, som, figurinos, interpretação, encenação – se assume como objeto de diálogo entre os fazedores de teatro.

\SINOPSE

Técnico 1: O que é que isto que estamos aqui a fazer

tem a ver com o incêndio e a trama do casal?”

Técnico 2: Isto mais parece um rider técnico a ser montado.

Assim de uma forma sucinta é isto.”

 

 TEKNÉ é uma criação em teatro onde uma companhia faz a montagem técnica de um espetáculo intitulado “O Bananal”.

\FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA

Um espetáculo de Ana Gil, Nuno Leão, Óscar Silva com Ana Gil, Nuno Leão, Óscar Silva, pedro fonseca, Rui M. Silva, Vera Kalantrupmann

Dramaturgia e Texto_ Ricardo B. Marques

Desenho de luz_ pedro fonseca/colectivo, ac

Desenho de som_ miguel garcia / colectivo, ac

Construção espaço cénico_ criação coletiva

Fotografia e Vídeo do processo_ Maria Leonardo Cabrita, Tiago Moura

Produção executiva_ Bruno Esteves

Produção_ Terceira Pessoa

Financiamento_ Direção-Geral das Artes / República Portuguesa-Cultura, Câmara Municipal de Castelo Branco, Teatro Municipal da Guarda, Teatro-Cine de Torres Vedras

Residência de Criação_ Fábrica da Criatividade de Castelo Branco

\VÍDEOS

\DIGRESSÃO

Janeiro a Abril 2021

Residência de Criação

Fábrica da Criatividade, Castelo Branco

29 e 30 Abril 2021

Estreia

Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco

14 de Maio 2021

Digressão

Teatro-Cine de Torres Vedras