INSCRIÇÃO Infância

Durante cinco meses tivemos a oportunidade de trabalhar com um grupo de crianças da zona de Castelo Branco.

Com elas encontrámos de novo “porquês” que um dia também nós perguntámos, cães que voam, gatos que cantam, países até então desconhecidos, imagens de coisas a duas dimensões que, juntas, criam um mundo onde o essencial é invisível.

Manifesto

Era uma vez um país. Ponto final. Parágrafo.

Esse país tinha a forma de um rectângulo e tinha também a forma da letra “I” ou de uma caixa de sapatos. Esse país tinha quatro pontos cardeais principais: norte, sul, este e oeste e as pessoas andavam para a frente e para trás, para a esquerda e para a direita. Como os carros, os autocarros, as motas, as bicicletas, os comboios. Às vezes as pessoas andavam às voltas e outras vezes ficavam paradas no mesmo sítio.

Nesse país havia pessoas, como em todos os países, e as pessoas tinham tamanhos e formas diferentes, também como em todos os países. Havia pessoas baixas, pessoas altas, pessoas assim-assim, pessoas gordas, pessoas magras e assim-assim. Pessoas com cabelo comprido, pessoas com cabelo curto, liso, encaracolado e assim-assim; e havia até pessoas sem cabelo, que se chamavam carecas. Pessoas bonitas, pessoas feias, conforme o gosto de cada um é claro.

Nesse país as pessoas falavam também, como em todos os países, uma língua principal, mas também se ouviam falar outras línguas, e às vezes também faziam silêncio. E o silêncio deste país era igual ao silêncio dos outros países.

Ficha Técnica

Direção Artística e Conceito: Ana Gil & Nuno Leão

Dramaturgia e Texto: Nuno Leão

Crianças: Ana Cotrim, Ana Paula, Beatriz Gonçalves, Bruna Salgueiro, Edgar dos Santos, Eduarda Guerreiro, Eduarda Silva, Francisco Martins, Henrique Esteves, Inês Garcia, Joana Cotrim, Maria Inês Barreto, Maria Malta, Maria Rita Moura

Desenho de luz e som: Nuno Leão

Espaço Cénico: Ana Gil

Fotografia: Tiago Moura

Design de Comunicação: Cátia Santos

Produção: Terceira Pessoa – Associação

Apoio: Câmara Municipal de Castelo Branco

Digressão

18 Julho 2014 Castelo Branco — Cine-Teatro Avenida
23 Janeiro 2015 Castelo Branco — Cine-Teatro Avenida
2 Maio 2015 Santarém — Teatro Sá da Bandeira

Media do Projeto