VICTOR AFONSO

Músico

Biografia

Kubik é o projeto de música electrónica de Victor Afonso, músico da Guarda com mais de 20 anos de experiência musical (rock, improvisação, experimental, electrónica). Licenciado em Educação Musical e multi-instrumentista, Victor Afonso desenvolveu múltiplos projetos de criação, num imprevisível caldeirão de cruzamentos de géneros, de fragmentação estética, de metamorfoses estilísticas, com uma forte influência do imaginário cinematográfico: manipulação electrónica, free-rock, jazz, hip-hop, ambient, world-music, música de “cartoons”… O percurso de Kubik tem 14 anos de actividade: teve o reconhecimento de 4 Prémios Maqueta em 1999; foi a revelação musical para o jornal Público em 2001. Kubik conta com três álbuns aclamados pela crítica especializada que os incluiu nas listas dos melhores discos portugueses do ano – “Oblique Musique” (2001), “Metamorphosia” (2005) e “Psicotic Jazz Hall” (2011). Tem ainda mais 15 temas espalhados em outras tantas edições discográficas. Em Maio de 2004, o músico norte-americano Mike Patton (Faith No More, Mr. Bungle, Fantômas), apreciador da música de Kubik, convidou-o a tocar na primeira parte do concerto dos Fantômas na Aula Magna (Lisboa). Tocou e apresentou os seus projectos em diversos festivais de música electrónica internacional, Casa da Música, Teatro São Jorge, ZDB, rede Fnac, Paredes de Coura, Teatro Viriato, Centro de Artes do Espetáculo de Portalegre, ACERT, Évora, Auditório de Barcelos, Montemor-o-Novo, Cine-Teatro Avenida de Castelo Branco, Teatro Municipal da Guarda, Auditório da Póvoa do Varzim, Centro de Artes de Sines, Santo Tirso, Moagem do Fundão, Cineclube de Viseu, etc. Kubik colaborou ainda com diversos músicos (Adolfo Luxúria Canibal, Old Jerusalem, Norton, Bypass, Factor Activo, Américo Rodrigues, César Prata, Carlos Zíngaro, Nuno Rebelo…) e remisturou inúmeras músicas para colectâneas nacionais e internacionais. Compôs ainda música original para quatro filmes mudos (“Un Chien Andalou” de Luis Buñuel, “Entr’Acte” de René Clair, “A Felicidade” de Medvedkin e “Romance Sentimentel” de Sergei Eisenstein), dança contemporânea (Culturgest, coreografia de Joclécio Azevedo), múltiplas peças de teatro, exposições, curtas-metragens, poesia sonora, recitais de spoken-word e performance. Tem desenvolvido, igualmente, um trabalho de sonoplastia e sound-design em diversos projetos. Victor Afonso/Kubik é o criador do projeto “Movie Poster” (2012), encomenda do festival “Escrita na Paisagem”: música para 250 posters da história do cinema, com mais de 10 apresentações por vários pontos do país.

 

Na TERCEIRA PESSOA criou a música original do espetáculo “HEY YOU – desculpem o incómodo, estamos a tentar mudar o mundo”.